Victor Hugo

Sentença contra a contratação de provedor no Speedy

Prezados Clientes, Amigos e Parceiros, 

É com grande prazer que lhes comunico uma vitória judicial única, primeira de muitas outras que se seguirão, na 17ª Vara Cível do Foro Central da Capital, em relação à ilegalidade da obrigatoriedade da contratação de provedor de Internet, bem como a venda casada existente nesta prática ilegal e abusiva. 

É uma vitória maíscula, pois vem desvendar as artimanhas e artifícios utilizados por esta multinacional, que acabam impedindo a difusão da Internet para todos os recantos do país. 

Com a Internet de banda larga de preço elevado, não há inserção de todos no mundo digital. 

É uma primeira vitória, somente uma batalha. 

Mas é o início de algo, o qual lutamos arduamente ao longo de 3 anos.

Atenciosamente,

Victor Hugo Pereira Gonçalves - Rodrigues Gonçalves Advogados Associados


Prezado Horácio,

Estou enviando em anexo a petição inicial que conseguiu a tutela antecipada no processo da 17ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, Proc. n. 000.03.129917-2, que foi concedida em 17.12.2003.

Abraços,

Victor Hugo Pereira Gonçalves - Rodrigues Gonçalves Advogados Associados

Victor Hugo 2 - Tutela Antecipada


Sentença contra a contratação de provedor no Speedy

Prezados, 

Acabamos de conseguir uma sentença na 17ª Vara Cível contra a exigência de contratação de provedor no SPEEDY, bem como a configuração de venda casada. Abaixo coloco a sentença completa. 

Victor Hugo Pereira Gonçalves - Rodrigues Gonçalves Advogados Associados

Victor Hugo 3 - Sentença